Blog

Circ. Nº 23/2018 Cuidado com os mosquitos

cirdulares

Circ. Nº 23/2018

Rio de Janeiro, 02 de outubro de 2018

Srs. Responsáveis,
Com a chegada do calor na cidade sabemos que os mosquitos aparecem com mais frequência e com isso estamos mais expostos às doenças transmitidas por eles. Diante disso entramos em contato com o órgão responsável pelo controle desses vetores.
No dia 01/10 recebemos na escola a visita de um agente de saúde da prefeitura, responsável pela fiscalização de focos do mosquito da dengue, que inspecionou todo o território da escola. Segundo ele, não há focos na instituição. Ficou acordado uma inspeção na rua e nos prédios próximos para averiguar se existe algum foco e um acompanhamento quinzenal à escola.
Temos pensado em algumas providências para diminuir a quantidade de mosquitos na escola, porém não podemos fazer uso de inseticidas e nem de telas protetoras, pois essas impedem a renovação e circulação do ar no meio ambiente, fator importante na prevenção de doenças transmissíveis. Estamos averiguando a possibilidade de utilizar protetores de tomada fora o horário das crianças, porém não há comprovação da eficácia desse método.
O melhor método preventivo é o uso de repelente, desde que liberado pelo pediatra. Como o mosquito da dengue pica mais na parte da manhã aconselhamos que todas as crianças já cheguem à escola com repelente e faremos a reaplicação ao longo do dia, conforme solicitado pelas famílias.
Estamos à disposição para qualquer esclarecimento e abertos à sugestões por parte da famílias.

Atenciosamente,
Direção

Ainda não tem comentários


Deixe seu comentários

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>